QUADRIL

O quadril é a articulação que une os membros inferiores à pelve. Além de possuir uma ampla mobilidade, o quadril pode suportar cargas que chegam a 3 vezes o peso corporal, e por isso é susceptível a afecções como bursite, tendinite, artrose e o impacto fêmoro-acetabular, que podem causar dores, dificuldade para andar e impedir atividades físicas.
 

QUADRIL

  • Principais patologias:
  • • Síndrome fêmoro-acetabular
  • • Tendinite
  • • Lesão do Labrum
  • • Tendinopatias
IMPACTO FÊMORO-ACETABULAR

É resultante do contato anormal entre a cabeça femural e o acetábulo anterior durante a flexão do quadril causando dor e limitação do movimento.

Pode ocorrer em pacientes que praticam esportes de impacto como lutas, corridas de longa distância, futebol e ballet.

Quando não tratada pode causar lesão do lábio e da cartilagem articular e posteriormente artrose.

O tratamento pode variar desde ajustes na prática esportiva, fisioterapia, infiltração intra articular de PRP ate cirurgia por videoartroscopia.

TENDINITE

Dos Glúteos: São os músculos mais exigidos durante a marcha e quando inflamados causam dor forte no quadril associada a bursite trocântérica.

O paciente relata dor na lateral do quadril, ao subir e descer escadas e ao abrir o quadril.

O diagnóstico é feito pelo exame físico e pelos exames de imagem como ulstrassonografia e ressonância magnética.

O tratamento varia de fisioterapia e uso de antinflamatórios á infiltrações de corticoide e PRP locais. O tratamento cirúrgico pode ser indicado para os pacientes que não responderam ao tratamento conservador.

LESÃO DE LABRUM

É uma das causas mais comuns de dor no quadril em adultos jovens e atletas podendo acometer também pacientes adolescentes e idosos.

O labrum auxilia na estabilização do quadril  e na diminuição da pressão na cartilagem articular.

As lesões labrais ocorrem na maioria das vezes por atividades esportivas repetidas, quedas sobre o quadril e alterações anatômicas.

O paciente geralmente relata dor durante a prática esportiva ou ao caminhar. Também podem ocorrer falseio e estalido do quadril.

A ressonância é o exame complementar solicitado para o diagnóstico após o correto exame físico e coleta da história do paciente.

O tratamento tem como objetivo a diminuição da dor e retorno à prática esportiva. Inicialmente o tratamento é conservador com fisioterapia, medicação analgésica e mudança na prática esportiva. A infiltração de PRP também pode ser recomendada com altos índices de melhora.

Alguns pacientes tem indicação de tratamento cirúrgico via artroscopia.

ARTROSE

É resultante do desgaste da cartilagem da cabeça do fêmur e do acetábulo, gerando inflamação e dor na articulação, além de dificuldade para andar.
Pode ser primária, ocasionada pelo desgaste natural da cartilagem, relacionado à idades mais avançadas, ou secundária a patologias como osteonecrose da cabeça do fêmur (ONCF), displasia de desenvolvimento do quadril (antigamente chamada de luxação congênita do quadril), trauma, entre outras.
Em seus estágios iniciais pode ser tratado com Fisioterapia, analgésicos e uso de bengalas. Em estágios moderados, pode-se associar a infiltração intra-articular de PRP às modalidades anteriores, e em estágios avançados, o tratamento é a artroplastia total de quadril (prótese de quadril).